© 2019. Mariuccia Ancona Lopez. Proibida a reprodução sem autorização da autora

  • White Facebook Icon
CafeecervejasXQ.gif
  • Mariuccia Ancona Lopez

Comer barato na Europa

Quem diz que é caro comer na Europa é porque não conhece o LIDL (fala-se Lídal), uma rede de supermercados espalhada por praticamente todos os países do Velho Mundo. Conheci o LIDL pela primeira vez em Dublin mas é muito fácil encontrar essas lojas na Itália, França, Inglaterra, República Tcheca e nos países ao leste entre tantos outros e na Alemanha, onde nasceu.

A diferença de preços é tão grande que espanta.

Assim, para quem fica em acomodações com possibilidade de cozinha (airbnb, por exemplo, ou algum apartamento) pode resolver com muita qualidade e imensa economia suas refeições.




Um jeito barato de se alimentar na Europa


Anteriormente as lojas não tinham sequer prateleira. Os produtos eram apresentados nas próprias caixas onde vinham embalados, umas sobre as outras e não havia também carrinho para compras. Hoje as lojas já apresentam carrinhos e prateleiras mas sem sofisticação.


Você vai ficar em hotel e não quer cozinhar? Muito bem. Mas valerá a pena passar por lá para comprar, por exemplo, água mineral cujo litro custa menos de 0,40 Euros contra até 2 Euros por uma garrafinha de 350 ml, pela rua. Ou então uma bandejinha de prosciutto mais queijo suíço com preços extraordinariamente mais baixos do que em qualquer outro lugar para fazer um lanchinho rápido e delicioso no hotel. Além do LIDL existem outras redes barateiras pelo Velho Mundo, como a alemã Netto ou a Aldi ou Billa. Vale a visita, especialmente quando a gente vê produtos nossos conhecidos como melão brasileiro inteiro, vendido a 0,49 Euros!

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now