© 2019. Mariuccia Ancona Lopez. Proibida a reprodução sem autorização da autora

  • White Facebook Icon
CafeecervejasXQ.gif
  • Mariuccia Ancona Lopez

Cinco dias no Líbano

Atualizado: Fev 25



Baalbeck



O mais ocidental de todos os países árabes, as terras do Líbano testemunharam passagens bíblicas, abrigaram dezenas de civilizações, exportaram os mais famosos comerciantes do Mediterrâneo. O Líbano é também familiar a nós, brasileiros, porque hoje há mais libaneses morando no Brasil do que na sua terra de origem. E aposto que você conhece uma ou mais famílias que vieram de lá.



Piggeon rocks, as rochas que são o cart]ao postal de Beirute



Citada dezenas de vezes nos Evangelhos, é um dos lugares por onde passou Jesus Cristo e Maria, onde Paulo, o apóstolo visitou Pedro.

E os romanos fizeram Hipódromos, anfiteatros, estradas e templos para os deuses pagãos



Baalbeck, templo de BAco




Sua gastronomia nos é familiar mas não há como não se espantar com a mesa farta servida em cada refeição e com os inigualáveis doces. E a profusão de pistache, amêndoas, damascos que entram na composição das guloseimas. E impossível resistir aos aromas de mil-e-uma especiaria oferecidas nos souks, os mercados locais.



E idioma, que fascina pela originalidade dos traços curvos, não é nenhum problema porque além do árabe, praticamente toda população fala inglês e francês.


A terra dos cedros – que está também na sua bandeira – viveu longo conflito entre 1975 e 1991 – e Beirute, bombardeada e reerguida, encantadora, com seu litoral recortado, ainda mostra algumas cicatrizes desta guerra civil.


Mesquita Azul, Beirute


Mas a cidade é alegre, baladeira, cheia de restaurantes, de vida noturna, de bons hotéis e resorts. E tem um trânsito mais do que caótico que faz pensar que nossas ruas são oásis de tranquilidade.





E os protestos, me perguntam? Por lá eles chamam o movimento de Revolução de Outubro 2019. Os protestos contra a corrupção e a carestia- acalmaram mas ainda há barracas no centro de Beirute porque todos “estão de olho” no novo governo.Isso atrapalha a viagem? Nem um pouco!


Líbano é muito seguro e o turista pode sair a qualquer hora do dia, sem qualquer problema.

Minha viagem ao Líbano teve cinco dias completos no país, mais dois dias de aéreo, via Frankfurt. E o país é tão pequeno (10.400 Km² - praticamente a metade do tamanho de Sergipe) que dá para ver muita coisa em poucos dias.





E o melhor: de Beirute – que fica bem no centro do litoral libanês, pode-se ir, no mesmo dia, das montanhas nevadas à praia.

Dá para passar o dia num sítio arqueológico e de tarde ir às compras na capital.

Byblos, Baalbeck, Sidon, Tiro, Anjar, Harissa, e a Nossa Senhora do Líbano, a Gruta de Jeita,Vale do Bekaa, com seus vinhedos, foram alguns dos lugares em que a Flot Viagens nos levou.






Vou falar sobre eles aos poucos. Hoje, aqui um pouco de imagens do Líbano de história milenar, de cristãos e muçulmanos, de xiitas, sunitas, druzos, de refugiados palestinos e sírios, todos dividindo o mesmo espaço.





De hotéis de alta qualidade. Da boa comida. De memórias muito antigas, de cerca de 7 mil anos. De contrastes que fazem do Líbano um destino tão cativante, que impressiona a nós brasileiros.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now