CafeecervejasXQ.gif
  • Mariuccia Ancona Lopez

Beirute, prá começar


A porta de entrada do Líbano é a capital, Beirute, sempre em voo de conexão. De Frankfurt a Beirute, por exemplo , são quatro horas de voo que, somadas às 12 do Brasil à Alemanha, torna, esta, uma viagem bem longa. Melhor será fazer parada de um dia, seja na Alemanha ou onde quer que chegue seu vôo do Brasil para desembarcar no Líbano pronta para aproveitar o país desde o primeiro dia. Importante saber - seu agente de viagem ou mesmo a companhia aérea irá informar - não é necessário visto para brasileiros mas seu passaporte não poderá ter carimbo de Israel.Com ele você será impedida de entrar no país.



No moderno aeroporto de Beirute, o primeiro contato com a cultura libanesa

Importante saber: seu passaporte não poderá ter visto de Israel. Com ele sua entrada poderá ser barrada



Fim de tarde no centro da cidade, o canto muçulmano domina o cenário

Hotéis bem localizados, como o Le Bristol ou o Radisson Blu, por exemplo, permitem que você faça caminhadas seguras pelos pelo centro de Beirute que tem algumas ladeiras, nessa parte da cidade, mas nada impossível para pernas com mais de 60/70 aniversários.


E se você está nessa faixa etária deve se lembrar da Guerra Civil que durante quase vinte anos (1975-1990) ocupou os noticiários internacionais. Me lembro de ver Beirute bombardeada no Jornal Nacional e naquela ocasião não imaginava que um dia pudesse estar alí, à beira do Mediterrâneo, numa cidade alegre e festeira. Apesar dos pesares, dos protestos contra a corrupção e o custo de vida que fez cair o governo em outubro de 2019.




Andando por Beirute vi cicatrizes da Guerra Civil presente em prédios mal conservados mas também constatei o esforço de reconstrução de Beirute em belos edifícios e no novo mercado, o Souk de Beirute, onde marcas internacionais se misturam a lojistas libaneses, um dos endereços centrais, favoritos para compras.


Caminhar pela cidade em total segurança é ponto fundamental para nós, brasileiros. E isso é fato, em Beirute, a qualquer hora do dia ou da noite.

Rodando pela cidade de carro, táxi ( tem que combinar o preço antes de entrar no carro!) ou Uber porque não há transporte público disponível, você contorna a Corniche, o calçadão à beira mar onde libaneses se encontram, passeiam, namoram, levam as crianças passear.





É alí também o lugar para fazer a foto diante das rochas - a Raouche, a Rocha de Beirute, também chamadas de "Pigeon Rocks" (as rochas dos pombos, apesar de não haver um pombo sequer por lá) que são o cartão postal da cidade.



A Mesquita Azul, na Praça dos Mártires



A permanência dos franceses (1920-1943) no Libano deixou presente no país o idioma falado por praticamente toda a população, a influência na arquitetura como, por exemplo, no centro político do país, A Place de l'Étoile [Praça da Estrela], ou Praça Nejmeh em árabe, copiada da homônima de Paris, com sete ruas convergindo ao centro que ainda está fechada pelo exército, por medida de segurança, em razão da chamada Revolução de outubro de 2019.


Campanário cristão e minarete muçulmano lado a lado em Beirute

Mas está aberta outra praça importante, a dos Mártires (em homenagem aos executados no período Otomano) onde fica a Mesquita Azul. E bem pertinho dela, só virando a esquina, a catedral ortodoxa de São Jorge, um dos exemplos da tolerância religiosa do país (islamismo 56,5%, cristianismo 36,3% (católicos 25,2%, ortodoxos 11,6%, protestantes 0,5%) e drusos 7,2%.) e na cidade onde cinco vezes por dia a gente ouve o chamado muçulmano para as orações.


Dá para fazer tudo isso em um dia inteiro em Beirute mas o ideal é ficar pelo menos dois dias inteiros na cidade para curtir a hospitalidade libanesa e a excepcional gastronomia. E outros quatro ou cinco para, a partir da capital, conhecer os encantos do país. Mas, mesmo para quem está acostumada a viajar por conta própria, este é um destino para ser visitado com apoio de agentes de viagem.



#beitute #libano #tolerânciareligiosanolibano #lebanon #flot #flotviagens




© 2019. Mariuccia Ancona Lopez. Proibida a reprodução sem autorização da autora

  • White Facebook Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now